Labirinto Caiu

“O equilíbrio do ser humano depende de vários fatores como o funcionamento adequado do labirinto (parte mais interna da orelha) , da percepção, das sensações do próprio corpo e da visão, que são recebidas e organizadas pelo cérebro. O labirinto lembra uma estrutura complexa e organizada. A parte anterior do labirinto, chamada de cóclea, está relacionada com a audição. A parte posterior, formada por um conjunto de três canais, chamados de canais semicirculares, está relacionada com o equilíbrio.”

Intérpretes criadores:

André Araújo
Douglas Melo
Daniel Taborda
Mafalda Albuquerque

“Labirinto Caiu”

Origem: Portugal
Duração: 40 min
Edição: 2017

Nesta peça de novo circo para rua, pesquisámos esta relação entre audição e equilíbrio, musicalidade e desequilíbrio, utilizando das técnicas de dança e circenses presentes nos intérpretes criadores. O movimento foi-se encontrando na fusão entre danças urbanas e contemporânea, explorando o conceito de equilíbrio e desequilíbrio, tão óbvio na corda bamba. A musicalidade, sendo um fator muito relevante nas danças urbanas, marca o compasso do percurso por este labirinto, por vezes repetitivo e em que as paredes retas nos fazem pensar que já passamos antes por este mesmo lugar; outras vezes circular, ou semicircular, em que finalmente avançamos na direção de um novo início.

O virtuosismo do movimento acrobático dentro da musicalidade serve como desafio ao equilíbrio por que os intérpretes passam.


Follow:

https://www.facebook.com/pg/Daniel-Smooth-Impact-Taborda

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *